Hello Guys! Conheçam o Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam)

Hello Guys! Conheçam o Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam)

O Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam) é criado pela prefeitura do Recife em 1997, com base na Galeria Metropolitana de Arte Aloísio Magalhães, ativa na cidade desde o início dos anos 1980. Ancorado no reconhecimento da galeria e de seu criador - o artista e designer Aloísio Magalhães (1927-1982), o Mamam abre as portas em edifício localizado na rua Aurora, 267, centro da cidade. Seu objetivo primeiro é tornar-se um centro de referência das artes visuais brasileiras, sensível às possibilidades de diálogo entre as tradições da cidade e a visualidade contemporânea, fomentando também a produção local. Trata-se de tentar inserir a cidade do Recife no circuito artístico nacional e internacional, divulgando a produção pernambucana: pintores, gravadores, ceramistas, ateliês e movimentos coletivos.

O acervo do museu conta com cerca de 900 obras, entre elas, óleos de Vicente do Rego Monteiro (1899-1970); a série Cenas da Vida Brasileira, de João Câmara (1944); As Pastoras Rainhas do Maracatu, ambas de 1930, de Lula Cardoso Ayres (1910-1987); Recordações, 1985, de Cícero Dias (1907-2003); série Meninos do Recife, de 1962, de Abelardo da Hora (1924); obras do próprio Aloísio Magalhães e de artistas não pernambucanos, como Carlos Fajardo (1941), Nelson Leirner (1932), Alex Flemming (1954). A partir de 2001, o acervo do museu é ampliado com doações de obras de artistas contemporâneos de todo o Brasil: Adriana Varejão (1964), Daniel Senise (1955), Ernesto Neto (1964), Sandra Cinto (1968), Vik Muniz (1961), entre outros.

Em março de 2006, o museu abriu uma nova unidade, no Pátio Histórico do Recife, no centro histórico, voltada preferencialmente para experimentações no campo das artes visuais. Trata-se de área de 200 metros quadrados, divididos entre o piso térreo da casa e um mezanino de estrutura metálica. Entre as atividades previstas para o Mamam do Pátio estão exposições diversas (incluindo performances), debates, publicações e práticas de pesquisa, estimuladas por residências artísticas de curta duração, e dessas práticas devem resultar oficinas, debates, mostras, performances. O projeto educador residente, por sua vez, convida especialistas em educação em museus para interagir com o setor educativo das exposições programadas.

#museu #mamam #pernambuco #recife #artes

See You Tomorrow! Bye….

Flaviana Gomes

18, Agosto de 2017